O horror na periferia do capital: um estudo sobre a crise social e o discurso punitivo no jornalismo popular

Silvana Marcelina dos Santos

Resumo


O presente artigo analisa a representação do horror, gerado pela crise estrutural do capitalismo, a partir do discurso punitivo no jornalismo popular contemporâneo. Tem por objetivo analisar a representação dos efeitos regressivos do capital através do discurso jornalístico em torno do fenômeno da violência, nos jornais Meia-Hora de Notícias (2005) e Expresso da Informação (2006). Este trabalho indica que, como produto da indústria cultural, o jornal popular propaga um discurso criminalizante. As ações do Estado Penal encontram no discurso jornalístico legitimação. Ao propagar o discurso punitivo, o jornalismo popular contribui para a formação de uma estética do horror, que mantém a aparência de normalidade em meio ao processo de dissolução social.


Palavras-chave


Crise social; horror; indústria cultural; jornalismo popular.

Texto completo:

PDF