Reforma Psiquiátrica, famílias e estratégias de cuidado: uma análise sobre o cárcere privado na saúde mental

Diaponira Vitória da Silva Santos, Lúcia Cristina dos Santos Rosa

Resumo


A Reforma Psiquiátrica propõe o cuidado comunitário da pessoa com transtorno mental, recaindo para a família de origem papel fundamental na produção de cuidados. A família, então, busca suas estratégias de cuidado para lidar com a complexidade que envolve o transtorno mental. Discute-se o cárcere privado entre as estratégias construídas diante das diversas vulnerabilidades vivenciadas pelas famílias somadas à diminuição, precarização ou, até mesmo, ausência do estado na oferta de serviços públicos que sejam suficientes para atender às necessidades da pessoa com transtorno mental e de suas famílias. Desta forma, o presente artigo busca contribuir para ampliar as discussões sobre o cárcere privado na saúde mental, partindo de uma revisão bibliográfica sobre o processo de Reforma Psiquiátrica e seus impactos na família.


Palavras-chave


família; saúde mental; cuidado; cárcere privado.

Texto completo:

PDF