A influência dos determinantes sociais no trabalho do assistente social na saúde

Tatiane Valéria Cardoso dos Santos, Letícia Batista Silva, Thiago de Oliveira Machado

Resumo


O presente artigo tem por objetivo contribuir com debate crítico acerca dos determinantes sociais do processo saúde/doença hauridos na tradição marxista e que se circunscreve na epidemiologia social latino-americana, notadamente, a partir da década de 1970. Tem-se por ângulo de análise a particularidade da atenção oncológica. Cabe notar, que o atual cenário político-econômico brasileiro revela novas facetas restritivas e destrutivas de direitos infraconstitucionais, atribuindo-lhes a fluidez necessária para reinterpretações e readequações a partir da lógica do mercado, sob ingerência capitalista. Nessa medida, torna-se indispensável aos assistentes sociais a profunda análise e apreensão das atuais disputas no processo do desenvolvimento capitalista à luz do atual Projeto Ético-Político do Serviço Social brasileiro para o enfrentamento qualificado no cotidiano do trabalho em saúde.

Palavras-chave


determinantes sociais da saúde; serviço social; questão social

Texto completo:

PDF