A Natureza Educativa nas Ocupações de Luta Pela Terra no Brasil

Gilvânia Ferreira da Silva

Resumo


A ocupação da terra, da escola, das ruas e dos espaços públicos possibilita ao sujeito momentosde contestação, de ruptura, de diálogo, de debate de idéias, fomentando a construção de umanova estrutura social. Esse processo ocorre de forma interligada por objetivos e interesses quemovem os sujeitos em busca da terra, constituindo a dialética das lutas sociais, desenvolvendooutras dimensões culturais daqueles que se lançam a experimentar, a desafiar e romper com asestruturas de poder geradas pela estrutura fundiária capitalista brasileira, que historicamente seinstituiu, impondo ao trabalhador e à trabalhadora uma situação de exclusão e dominação.Neste momento, é estabelecido um palco propício para a luta de classes, disputa entre quemtem o poder e domina e de quem foi dominado e resiste. O ato de ocupar depende de umadecisão individual e coletiva, movida pela necessidade de obter a terra e de se ter espaços dereprodução da vida que sejam próprios.

Palavras-chave


Movimentos Sociais; Ocupações de Terras; Reforma Agrária; Educação; Pedagogia Libertária

Texto completo:

PDF